Ao ler e ouvir a psicóloga Angela Lee Duckworth discorrer sobre suas descobertas em relação às qualidades necessárias para a pessoa ser bem-sucedida na vida profissional, ocorre-me pensar o seguinte: 1) quais são as características de personalidade que marcam um vencedor? 2) é possível ensinar alguém a ter sucesso? e 3) qual o papel da motivação para alcançar um objetivo?
A seguir refletirei sobre as perguntas feitas acima. Antes de mais nada, é desejável abordar uma palavra primordial para a PhD Angela Lee Duckworth: GRIT. Traduzindo-a para o português temos alguns equivalentes: garra, coragem, determinação, ousadia, perseverança. A pesquisadora norte-americana observou que ao contrário do que muitos acreditam o QI (quociente de inteligência) não é o único fator preponderante para determinar se uma pessoa terá ou não sucesso em seus propósitos. Alguém dotado de garra tende a criar situações favoráveis para a consecução de seus sonhos. Como a doutora Duckworth insiste tanto na palavra GRIT, analisemos o seu papel na realização profissional: 1) um vencedor se destaca das demais pessoas em quê? Poderíamos afirmar que coragem é uma qualidade essencial porque inúmeras são as ocasiões de superação de momentos difíceis. Quiça quantos são os fracassos antes da vitória almejada. Costuma-se notar o momento do pódio mas não as várias derrotas anteriores. Uma personalidade tenaz prossegue apesar das vicissitudes, assim a tenacidade é característica daquele que inclusive aprende com o fracasso e o transforma em força motriz. A determinação e a ousadia visando a meta à frente são preponderantes também como traços de distinção de um vencedor. 2) Todo pai ou educador gostaria de ter a capacidade de criar condições de sucesso para seu filho ou aluno. É conveniente salientar que o pai ou educador é o espelho no qual o filho ou o aluno se reflete. Alguém que inspire positivamente deixa marcas profundas no indivíduo. Exemplos de abnegação, intrepidez e resolução continuam a reverberar no futuro. 3) Ter a meta brilhando como incentivo faz a diferença no preparo, na tomada de decisões, na disposição à luta para alcançar o sucesso.
Querer é poder desde que o indivíduo tenha a garra para enfrentar a si próprio.
Autora: Valderez Carneiro da Silva